Delegacia de Estância está sem plantão noturno e aos finais de semana

O Expediente é de segunda a sexta das 8 as 18h

0

A Cidade de Estância, localizada a 70 Km da capital, cercada por rodovias estaduais e uma federal, a BR 101, é rota de passagem de milhares de pessoas diariamente. Polo da região centro sul, o município possui uma das maiores rendas entre os municípios sergipanos, um polo industrial responsável por grande parte das exportações de Sergipe, um comércio pujante e uma população ordeira, no entanto, que está à mercê da bandidagem, pelo menos, no período noturno e aos finais de semana, época em que a delegacia é fechada e o plantão policial encerrado.

Segundo informações repassadas à redação do nosso portal, desde meados do mês de março que a delegacia trabalhava sem a presença de um delegado de plantão, agora, a partir de setembro, a situação piorou e a delegacia, que é regional, está completamente fechada a noite e durante os finais de semana.

Para a Polícia Militar e os Guardas Municipais que trabalham fazendo o patrulhamento ostensivo, caso aconteça alguma ocorrência no período noturno o flagrante só poderá ser registrado no município de Itabaiana, distante aproximadamente 109Km. Ainda segundo as informações, caso se precise registrar um boletim de ocorrência fora do horário do expediente diurno, o estanciano também não conseguirá.

Em conversa com a redação do nosso portal, policiais e guardas municipais lamentaram a crítica situação da segurança pública local e cobram do governo do estado uma solução para retomar as atividades nessa importante delegacia que atende cerca de nove municípios da região.

“Quando precisamos levar um preso para Itabaiana a cidade acaba ficando desguarnecida por aproximadamente cinco horas”, lamentou uma autoridade policial do município.

A Cidade de Estância, localizada a 70 Km da capital, cercada por rodovias estaduais e uma federal, a BR 101, é rota de passagem de milhares de pessoas diariamente. Polo da região centro sul, o município possui uma das maiores rendas entre os municípios sergipanos, um polo industrial responsável por grande parte das exportações de Sergipe, um comércio pujante e uma população ordeira, no entanto, que está à mercê da bandidagem, pelo menos, no período noturno e aos finais de semana, época em que a delegacia é fechada e o plantão policial encerrado.

Segundo informações repassadas à redação do nosso portal, desde meados do mês de março que a delegacia trabalhava sem a presença de um delegado de plantão, agora, a partir de setembro, a situação piorou e a delegacia, que é regional, está completamente fechada a noite e durante os finais de semana.

Para a Polícia Militar e os Guardas Municipais que trabalham fazendo o patrulhamento ostensivo, caso aconteça alguma ocorrência no período noturno o flagrante só poderá ser registrado no município de Itabaiana, distante aproximadamente 109Km. Ainda segundo as informações, caso se precise registrar um boletim de ocorrência fora do horário do expediente diurno, o estanciano também não conseguirá.

Em conversa com a redação do nosso portal, policiais e guardas municipais lamentaram a crítica situação da segurança pública local e cobram do governo do estado uma solução para retomar as atividades nessa importante delegacia que atende cerca de nove municípios da região.

“Quando precisamos levar um preso para Itabaiana a cidade acaba ficando desguarnecida por aproximadamente cinco horas”, lamentou uma autoridade policial do município.

Por: Pisca Jr

Por: Pisca Jr

Imprimir