Seja bem-vindo
Estância,21/07/2024

  • A +
  • A -

Apagão nacional atinge o Equador; ministro de Energia diz que evento é 'fiel reflexo da crise energética' do país

g1.globo.com
Apagão nacional atinge o Equador; ministro de Energia diz que evento é 'fiel reflexo da crise energética' do país


Uma falha na linha de transmissão causou desconexão em cascata por todo o país nesta quarta (19), segundo o ministro das Obras Públicas e da Energia, Roberto Luque. O ministro afirmou que o povo equatoriano está vivendo consequências de falta de investimento na questão energética. Funcionário do metrô de Quito, no Equador, fecha portão de estação após apagão de escala nacional em 19 de junho de 2024.
Galo Paguay/AFP
O Equador foi afetado por um apagão nacional nesta quarta-feira (19) e diversas regiões do país enfrentaram problemas durante horas. , e as autoridades estão trabalhando para resolver o problema, disse o ministro das Obras Públicas, Roberto Luque, no X (antigo Twitter).
"Houve uma falha na linha de transmissão que causou uma desconexão em cascata, resultando na falta de eletricidade em escala nacional", disse ministro das Obras Públicas, Roberto Luque, que também é o ministro interino de Energia. Em nota, o ministro citou o Operador Nacional de Eletricidade do país (CENACE) e que autoridades trabalharam para resolver o problema.
✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp
O apagão começou por volta das 15h20 locais (17h20 no horário de Brasília), segundo comunicado da prefeitura de Quito, e cerca de 95% da energia no país já tinha sido restabelecida até as 21h (horário de Brasília), de acordo com Roberto Luque.
A prefeitura da capital se desculpou pelo apagão e disse que "todos os equipamentos técnicos foram mobilizados para garantir o controle e a segurança dos cidadãos", agentes de trânsito foram designados para lidar com o trânsito e que protocolos de segurança no metrô de Quito foram acionados.
"Este evento é um fiel reflexo da crise energética que vivemos, com falta de investimento em geração (o que aconteceu em abril), falta de investimento em transmissão (o que aconteceu hoje) e em distribuição. Por anos, deixou-se de investir nesses sistemas e hoje estamos vivendo as consequências", disse Luque em publicação no X (antigo Twitter).
Segundo o ministro, cidades da região andina como Quito, Ambato e Riobamba recuperaram 100% do fornecimento de energia até as 21h (horário de Brasília). No entanto, em outras cidades, como a portuária Guayaquil, apenas 41% do serviço foi restabelecido, e a recuperação total pode levar até o final da noite.
Questionado se o problema poderia se repetir, Luque afirmou que "é pouco provável".
Segundo a agência Associated Press, o apagão ocorre dias após o governo equatoriano anunciar novos cortes de energia pelo país por conta de problemas de produção.
Em algumas áreas do Equador, o corte durou 20 minutos. Entretanto, canais e comunicação locais e usuários nas redes sociais relataram que o problema persistia na maior parte das cidades e até em zonas hospitalares.
Desde o ano passado, o Equador enfrenta uma crise de geração elétrica que resultou em racionamentos em todo o país, o que levou o governo do presidente Daniel Noboa, em abril, a programar cortes de luz de 8 a 12 horas diárias durante o horário letivo. À época, esses cortes foram sendo gradualmente reduzidos.
Devido a fortes temporais de inverno no país, as usinas hidrelétricas Coca Codo e San Francisco paralisaram suas atividades porque os reservatórios que as abastecem estavam trazendo grande quantidade de resíduos.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.